Canadá | Turismo Banff


Banff é um capítulo à parte. Um dos lugares mais maravilhosos que já fui.
A estrada para chegar ao Parque Nacional de Banff já impressiona e essa jornada é uma verdadeira pintura. Ao chegarmos no Vilarejo cercada pelas montanhas e florestas, com suas casas em madeira, ficamos encantados, pois parece que estamos dentro de um presépio. Um conto de fadas. As florestas que cercam a cidade são formadas por altíssimas árvores com colorações diversas e pássaros vão de um lado para o outro. Flores, arbustos, vento e o nobre silêncio. A cultura indígena ainda é bem preservada no local e volta e meia cruzamos com alguns nativos, lindos, vestidos à caráter, deixam-nos boquiabertos com a riqueza de detalhes de seus trajes.
Ficamos hospedados no fantástico Rimrock Resort, clássico e elegante, nobre e com uma vista além do normal (www.rimrockresort.com). Seus dois principais pontos turísticos, Lake Louise e Lake Lorraine, são verdadeiros quadros de Monet compostos por um mix de azuis e verdes, iluminados por raios de sol que brilham diante de nós e a emoção toma conta.
À noite, o céu estrelado tem uma magia especial e ficar olhando para seu infinito enche-nos de paz.
Banff é o tipo de lugar onde paramos para pensar em nossas vidas diversas vezes e agradecemos por termos tido a oportunidade de viver toda aquela beleza infinita.
Indo embora para Jasper, para pegarmos o trem que nos levaria a Vancouver, passamos por paisagens que quase explodiram meu coração de êxtase e alegria. Ao nos depararmos com o imenso Glacial Columbia pelo caminho, vimos o quanto somos pequenos diante do universo. Que loucura!
Pegamos o trem em Jasper, um transporte maravilhoso, dotado de absoluto conforto em sua classe Premium. Cabines em madeira, com TVs digitais e camas confortabilíssimas, fazem dessa jornada um momento de pura aventura, com luxo absoluto. O vai e vem embala-nos, e adormecemos com o som das rodas do trem e do vento que fora sopra abundantemente. Atravessamos rios, montanhas e planícies até chegarmos a incrível Vancouver à beira mar.
Ir a Banff é ter a certeza de um dia ter estado bem perto do Paraíso. É preciso voltar diversas vezes, afinal, o que seria da vida sem esses deslumbres da sábia natureza?