Tradição na Mesa Nordestina


Eles vêm dos Mangues, são bravos, mas totalmente indefesos perante o bicho chamado homem.
Na verdade são deliciosos, saborosos e referências em diversas mesas de diversas cidades do Nordeste e Norte brasileiro.
Geralmente são catados nos mangues pelos “catadores de caranguejos”  e vendidos nas ruas ou nos mercados públicos ainda vivos.
Vão para grandes caldeirões com água, sal e alguns temperinhos locais como Coentro e Salsinha.

A tradição é que sejam levados às mesas inteiros acompanhados de martelinhos e tábuas de madeira para que sejam quebrados e degustadas suas carnes localizadas dentro de suas patas. Verdadeiras iguarias.
Muitos ficam impressionados e acham o ato grotesco mas a maioria, após provar, não consegue mais viver sem essas delícias.
Os mais sofisticados, servem a carne dos caranguejos já desfiadas em potiches elegantes de diversas formas: souflé, fritada, refogado ou gratinado.
Todos maravilhosos.

Nas regiões Sul e Sudeste do país consomem-se muito as patinhas enpanadas (apenas as carnes) em festas sofisticadas dos Hypes locais.
Nos países asiáticos e na costa oeste americana também aprecia-se em espécies variadas, mas sempre com paladares e resultados surpreendentes!