Estilo de Vida | Ilhéus – Aqui o clima é sorrir


Em Ilhéus, cidade de porto e também aeroporto que chegam diversos turistas para região baiana, o clima é sempre de festa e alegria. De lá a maiores segue para seus diversos destinos como Itacaré, Maraú, entre outros. Poucos ficam é sempre acham que valeu bastante a pena.
Uma das praias mais movimentadas de Ilhéus, a praia dos Milionários ganhou o nome em função das mansões dos barões do café que existiam neste trecho da orla. A extensa faixa de areia dourada e fina abriga coqueirais, além de grandes barracas e chuveiros. As águas calmas proporcionam banhos refrescantes. Fica a sete quilômetros do Centro.
Adoro, rodando por lá, ver as rodas de locais jogando capoeira, casais namorando sentados em bancos de praças, pescadores que caminham de um lado pro outro vendendo seu trabalho pós mar adentro, artistas artesãos expondo seus trabalhos, gente mais gente.
A cidade já teve sua fama pelo poderio do Cacau nos anos 30 mas hoje segue sua vida  de forma tranquila e bastante agradável.
A Casa/museu Jorge Amado bem como o famoso Bataclã (casa da luz vermelha tradicional) merecem ser fotografados e visitamos. A catedral linda e a Igreja de São Sebastião também são imperdíveis. Se for apaixonado pela obra do criador de Gabriela, Dona Flor e Tieta, na Casa de Cultura Jorge Amado poderá realizar um tour a pé fantástico pela cidade conhecendo melhor a história do grande escritor.
O artista plástico Goca Moreno premiado internacionalmente tem em Ilhéus seu ateliê principal. Ali, trabalhando todos os dias, e cuidado por sua esposa a mais do que querida Dida Moreno, ele arrasa em suas mirabolantes criações. Sou apaixonado por esse incrível trabalho que retrata a exuberância e a energia dos baianos locais. Não deixe de visitar Goca e tendo sorte passará horas deliciosas batendo papo com essa referência da nova arte baiana. Outras galerias de arte mostram muito de outros artistas também.
A arquitetura colonial poderia estar melhor preservada, mas isso não é novidade quando falamos de patrimônio cultural brasileiro, uma verdadeira tristeza. Um dia quem sabe nossos governos tomarão consciência e preservarão um pouquinho que seja de nossa história.
Ilhéus merece ser visitado e curtidas sem pressa. Vale perder-se por entre ruas e vielas.
Bahia é sempre Bahia!