Pelas estradas da vida


São tantas as estradas que cruzo garimpando mundo afora. Muitas delas estradas sem fim. Algumas estradas tão isoladas que raramente cruzamos com vidas que atravessam  velozmente o caminho, como é o caso dessa estrada da belíssima foto de Ike Levy tirada no meio do Atacama chileno.
Com visual oposto agora atravessei estradas cobertas de neve na Suíça por entre montanhas e lagos, vilarejos mais parecidos com presépios e milhares de Pinheiros por todo lado.
No Vietnã atravessamos estradas entre os imensos arrozais, verdes cintilantes, molhados, repletos de vida, cheios de lembranças.
Na Bahia atravessamos estradas beirando o mar emoldurado por exuberantes coqueirais.
Cada um com sua característica própria. Cada uma com suas cores, com suas histórias, com seus habitantes, com o seu sol e com suas estrelas.
São infinitas, são imensas, são estradas sem fim.