Turismo | Guarajuba e Praia do Forte


Chegamos a Salvador e fomos direto alugar nosso carro para seguirmos pela Linha Verde em direção a Guarajuba onde ficaríamos hospedados no Vila Galé Resort.
No caminho paramos para almoçar na pousada das queridas Nil e Claudia na praia de Piruí em Arembepe. Charme absoluto! Uma pousada simples porém charmosa com alguns apartamentos super confortáveis e serviço prá lá de eficiente. De frente para um deslumbrante mar. A gastronomia então, uau! Que comida!!! Conto mais no capitulo gastronomia. Saímos de lá e partimos pra Guarajuba.
Chegamos ao Vila Galé Resort, um grandioso hotel para hospedar muitos e muitos hóspedes, um mega complexo hoteleiro. A rede portuguesa Vila Galé já está há alguns anos no Brasil e impera por saber receber famílias e congressos em seus muito bem estruturados resorts.
Nosso chalé era simplesmente fantástico, super aconchegante e muito bem decorado. De frente pro mar era possível ouvir as ondas em seus constantes movimentos. Fomos recebidos com todos os louros.
A piscina do hotel simplesmente gigantesca e repleta de famílias confraternizando com seus filhos, um clima de constante alegria. O lugar ideal para curtir com a meninada e relaxar pois lá eles estão muito bem assessorados com a monitoria existente.
Existe no resort uma imensa variedade na gastronomia, algo mais generalista nos buffets e cardápios mais premiuns nos restaurantes temáticos. Eu particularmente adorei o Português, afinal é a especialidade da origem do grupo Vila Galé.
Saímos para passear pela vila de Guarajuba. Hoje é uma das praias mais freqüentadas do litoral baiano com um famoso pôr do sol. O local, muito tranqüilo, está repleto de opções de lazer além de praias, ciclovias e praças bem agradáveis.
As barracas de comidas servem comidas deliciosas.
Alguns dias demos algumas escapadas e fomos até o vilarejo da Praia do Forte onde meu pequeno ama ver as tartarugas do Projeto Tamar. Sempre que venho com ele até aqui não tem como não vivenciar esse local e entender um pouco mais sobre preservação do nosso meio ambiente com esse mega exemplo.
Passear pelo vilarejo é sempre muito agradável pois alem de curtir gente bonita e descolada, também ainda podemos vivenciar um pouco da cultura preservada no local. Gostava muito mais há 15/20 anos atrás quando eu ainda cruzava com pescadores carregando seus imensos peixes ou baianas com seus tabuleiros de doces na cabeça, mas mesmo assim o Forte mantém seu charme a todo vapor.
Fomos também fazer um passeio ao Castelo Garcia D’Ávila, uma majestosa ruína da casa da Torre de Garcia D’Ávila que é um dos principais monumentos do patrimônio histórico cultural brasileiro, considerada a primeira grande edificação portuguesa no Brasil datada de 1531. Pena que está tão mal conservado o local, um descaso de nossos administradores públicos. Fiquei triste e desolado de ver tamanho descuido para um lugar tão importante e tão lindo da história de nosso país.
(Nossos trajetos e passeios aqui foram realizados com a empresa Privetur, especializada em traslados desde o aeroporto em Salvador para destinos diversos)