Adolfo Stulman | Ilha de Saint-Martin


Entre as centenas de ilhas que formam o Caribe, uma delas também é dividida em duas: Sint Maarten e Saint-Martin. A primeira pertence à Holanda e a representante francesa, que ocupa a maior parte da ilha, deve seu nome à Cristóvão Colombo que a descobriu em novembro de 1493. Durante 155 anos ela recebeu exploradores, corsários, piratas e bucaneiros ingleses, espanhóis, holandeses e franceses até que em março de 1648 tornou-se definitivamente uma coletividade ultramarina da França.
 Ocupando apenas 53 quilômetros quadrados de área, essa pequena joia do Caribe é famosa pelas 37 praias de areias branquíssimas, pela sua marina bastante movimentada, pelos hotéis de luxo e, principalmente, por seus vários restaurantes que vão dos mais populares até os mais sofisticados. A gastronomia local segue basicamente a tendência da nouvelle cuisine française, mas pode-se encontrar nas ruas estreitas da capital Marigot legítimos representantes da cozinha créole caribenha, cantinas, lanchonetes e restôscom cardápio internacional. A vida noturna é agitada com opção de bares com música ao vivo a beira-mar, além de cassinos com shows e diversas atrações.
Um passeio pelo centro da cidade com suas pequenas casas supercoloridas é um bom programa que pode incluir um roteiro de compras na área da marina. Alí, os produtos importados de todas as partes do mundo são vendidos a ótimos preços. É claro que os vinhos, queijos, perfumes e produtos de beleza vindos da França são a melhor pedida por serem isentos de impostos. Mas se você procura objetos de decoração, o artesanato local é extraordinário. Vários objetos feitos de madeira, tecidos e de palha criados pelos artesãos locais são encontrados de dia até a noite em pequenas feiras espalhadas pela ilha.
Garimpando pela ilha
Se você viaja para descansar, Saint-Martin tem muitos spas dedicados a tratamentos de beleza e relaxamento muitos deles funcionando em grandes resorts acessível ao público. Se você gosta de aventura, uma visita à Loterie Farm é imperdível. Antigo engenho de açúcar desativado em 1885, hoje é uma reserva e santuário ecológico que oferece caminhadas em sua floresta exuberante, passeio de tirolesa em grande altitude com o merecido descanso num simpático café e lanchonete que servem as delícias da boulangerie francesa. Outra opção é um passeio de barco até a Ilha Pinel situada dentro da Reserva Natural Nacional.

A Fazenda das Borboletas também é uma visita recomendada. A primeira a ser criada em todo o Caribe, ela abriga centenas de espécies multicoloridas num cenário ideal para se tirar fotos e filmar. De volta à capital Marigot, veja a cidade do alto visitando as ruínas do Fort Louis, construção feita pelos colonizadores em 1789, o mesmo ano da Revolução Francesa.
Além da vista onde se pode observar as ilhas vizinhas de Saba e Saint Eustatius, se for no final da tarde o espetáculo do pôr-do-sol será mais uma grande pedida. Antes de partir desse pequeno paraíso, visite a praia Grand Case onde está localizada a Tijon Perfumerie. Lá, garimpamos uma atividade aberta ao público muito especial: após uma aula inicial, você irá confeccionar o seu próprio perfume depois de preencher um questionário com suas características pessoais e preferências aromáticas. Uma experiência que você não encontrará facilmente em nenhuma outra parte do mundo.