Santa Sofia, a menina dos olhos de Istambul


Santa Sofia, a menina dos olhos de Istambul

Uma igreja? Uma Mesquita?
Ou um pouco de tudo?
Dependendo de quem conta a história o foco tende para um lado.
Já estive 3 vezes visitando esse fantástico patrimônio de Istambul, Turquia, e nunca me canso de admirar os detalhes e sentir a energia ali existente.
Grandiosa, imponente, talvez seja ela a grande e majestosa simbologia religiosa desse país que tem um pé no Ocidente e outro no Oriente.

Foi construída em 532 para ser a grande catedral da antiga Constantinopla.
Famosa principalmente por sua enorme cúpula (ou domo), ela é considerada a epítome da arquitetura bizantina e é tida como tendo “mudado a história da arquitetura”. Foi a maior catedral do mundo por quase mil anos, até que a Catedral de Sevilha fosse completada em 1520. O edifício atual foi construído originalmente como uma igreja entre 532 e 537 por ordem do imperador bizantino Justiniano e foi a terceira igreja de Santa Sofia a ocupar o local, as duas anteriores tendo sido destruídas em revoltas civis. Ela foi projetada pelos cientistas gregos Isidoro de Mileto, um médico, e Antêmio de Trales, um matemático.

O turismo na Turquia é sempre muito interessante e, diferente do que muitos imaginam, seguro, mesmo com ocorridos tristes recentes na capital em 2016.
Um povo muito amistoso, receptivo e sedutor.
A Santa Sofia, diferente do que muitos acreditam, não foi uma Santa e sim um termo utilizado que significa “Sagrada Sabedoria”.

Podemos observar diversos detalhes de sua fase católica e também de seu momento muçulmano.
A verdade é que caminhar em seu entorno e dedicar ao menos uma hora para seu interior é enriquecedor e pleno de satisfações e beleza.
Coloque Istambul em seu próximo destino de férias. Vale muito a pena garimpar tudo o que essa cidade oferece de melhor!

www.kangarootours.com.br
www.turkishairwys.com